Categoria: Psicologia Moral e Ética

Onde mora a felicidade?

    Todo esforço humano para agir parece se revelar na busca incessante pela felicidade. Ela é a razão da paz e da guerra, do amor e do ódio, da deliberação da vida ou da morte. O filósofo Blaise Pascal (1958, p. 98) afirmou: “a vontade nunca dará o últimoContinuar…

Irracionalidade onipresente

  Uma das mais importantes lições que a psicologia nos deu, senão a mais importante, é esta: a ignorância é nosso estado natural por direito. É o produto direto de como nossa mente trabalha. São toneladas de experimentos realizados no correr das últimas décadas confirmando de forma exaustiva que asContinuar…

Pós-verdade e a era da (des)informação

  A palavra da vez é “pós-verdade”. O substantivo foi eleito pela Oxford Dictionaries como a palavra do ano de 2016. Trata-se de um neologismo para a situação em que fatos e análises especializadas têm menos influência na formação da opinião pública do que o apelo a emoções, a crendices pessoaisContinuar…

O efeito das memórias e informações falsas

  O âmbito jurídico, assim como outros âmbitos de atuação do psicólogo, constitui uma área de fazeres em que vidas humanas são definitivamente mudadas. Seja por intervenção na forma do poder estatal, que integra obrigações e restrições forçosas e legitimadas, ou por abonos, alívios e restituições, os sujeitos que seContinuar…

Altruísmo recíproco

  Para as sociedades sobreviverem e prosperarem, uma proporção significativa dos seus membros deve se empenhar no altruísmo recíproco. Todo tipo de animal, incluindo os humanos, pagará altos custos individuais para oferecer benefícios a um outro que não seja íntimo. De fato, este tipo de altruísmo tem um papel crucialContinuar…

Qual deve ser a função da moralidade

    Percebi em minha última publicação que muitos filósofos morais de inclinação científica sugerem que a moralidade deve aspirar objetivos utilitários (maximizando o bem-estar para o maior número de pessoas/seres). Também notei que embora o utilitarismo soe como um grande princípio, na prática é irrealista e particularmente inútil para gerenciar aContinuar…