Categoria: Neuropsicologia

Neuroplasticidade

  Houve um tempo em que se pensou que as células do sistema nervoso fossem imutáveis e, portanto, que os circuitos neurais também o seriam. Contudo, a partir da década de 1970, uma nova ideia ganhou espaço e aceitação dentro da comunidade científica, a saber, que os neurônios, e o sistemaContinuar…

Funções executivas, psicopatologia e jogos eletrônicos

A sociedade atual é inovadora em uma série de transformações desencadeadas pelo acelerado desenvolvimento da comunicação e da computação. Desde as áreas voltadas para a robótica, astrofísica, vidas artificiais até nanotecnologia, engenharia genética, entre outras (ARAÚJO, 2009). A inserção desses elementos na vida dos seres humanos reflete-se intensamente nas formasContinuar…

Memória – parte 3: integrando experiências

  O assunto deste texto é a memória de trabalho, ou memória operacional, como também é conhecida. Em primeiro lugar, precisamos fazer uma distinção entre a memória de trabalho e a memória de curto prazo, do modelo dos três receptáculos. As informações contidas na memória de trabalho podem ter sidoContinuar…

Duas visões opostas nas neurociências

  Na história das pesquisas em neurociência, destacam-se duas formas opostas de entender a relação entre o cérebro e como as pessoas pensam, sentem e se comportam. A primeira delas é a visão localizacionista, que entende que as funções psicológicas encontram-se em determinadas áreas do cérebro, que existiriam centros paraContinuar…

Serotonina, dopamina, noradrenalina: o humor é química?

Existe atualmente uma relação entre estados de humor e conhecidos neurotransmissores como a serotonina, dopamina e noradrenalina, chamados de monoaminas. É comum ler em revistas populares de divulgação científica que alimentos, como por exemplo o chocolate, “melhoram” o humor por aumentar a concentração destes neurotransmissores no cérebro. Já o exercícioContinuar…

A falácia mereológica da neurociência é uma chatice analítica da filosofia?

Há pouco mais de dois anos, ao apresentar um pequeno trabalho intitulado “A falácia mereológica da Neurociência” no XIII Congresso Brasileiro da SBNp, eu fui questionado sobre se os problemas filosóficos, sobretudo os conceituais, são realmente relevantes para a Neurociência. “Afinal”, perguntaram-me, “em que sentido isso é importante para nós?”.Continuar…

O problema da consciência: Parte I

COM O QUE ESTAMOS LIDANDO?   Em tempos recentes tenho pensado sobre um dos tópicos mais enigmáticos do debate intelectual contemporâneo. Este é o chamado problema difícil da consciência, que é de fato tão importante quanto enigmático. O problema é o seguinte: por que e como certos eventos cerebrais são dotados deContinuar…

Há relações entre a prática de mindfulness e mudanças cerebrais?

  Nos últimos anos tem havido um crescente interesse em práticas de meditação, tanto ao nível social, quanto psicológico e científico. Entre as muitas práticas meditativas, a prática da mindfulness (atenção plena) parece ser a que tem recebido mais atenção.   Se você pensar sobre isso, todos nós já realizamos a atençãoContinuar…