Categoria: Neurociências

Aliens em nosso meio: um sistema nervoso surpreendentemente diferente

O cérebro do ctenóforo sugere que, se a evolução começasse de novo, a inteligência reapareceria porque a natureza se repete.     Leonid Moroz passou duas décadas concentrando sua cabeça acerca de uma ideia estarrecedora: mesmo enquanto os cientistas começam a procurar a vida alienígena em outros planetas, talvez jáContinuar…

Os cientistas revelam a evolução da forma moderna do cérebro humano

  Pesquisadores do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva em Leipzig, na Alemanha, revelam como e quando a forma típica do cérebro globular dos humanos modernos evoluiu. Suas análises baseadas em mudanças no tamanho e forma endocraneais nos fósseis de Homo sapiens mostram que a organização do cérebro e, possivelmente, aContinuar…

O que é um psicopata? O cérebro e a genética — Parte 2

  No primeiro artigo – essencial para a compreensão deste – esclarecemos algumas das principais dúvidas que rodeiam o assunto. No entanto, não trouxemos à tona a fisiopatologia do transtorno de personalidade antissocial (TPA), ou como fizemos a distinção, psicopatia – distinção a qual será extremamente importante para a terceiraContinuar…

O hemisfério esquerdo do cérebro controla o lado direito do corpo?

    De acordo com a neuroanatomia, o telencéfalo é dividido em dois hemisférios cerebrais: o esquerdo e o direito. Os dois são incompletamente separados pela fissura longitudinal, e unidos pelo corpo caloso, o qual possui aproximadamente 200 milhões de fibras comissurais. A principal função do corpo caloso é permitirContinuar…

Neuroteologia: o cérebro e as experiências espirituais

  Nos dias atuais, novas técnicas de diagnóstico por imagem tornam visível o mundo cerebral interno. Podemos, por exemplo, analisar o nosso cérebro através de imagens com alto grau de detalhamento anatômico com uma ressonância magnética, e dessa forma observar as regiões do cérebro que estão associadas ao pensamento cognitivo,Continuar…

As drogas e o sentido da vida

  Tudo que fazemos é pelo propósito de alterar a consciência. Formamos amizades para que possamos sentir certas emoções, como amor, e evitar outras, como solidão. Ingerimos alimentos específicos para desfrutarmos da sua presença em nossas línguas. Lemos pelo prazer de pensar os pensamentos de outra pessoa. A cada momentoContinuar…

Histórico da pesquisa sobre sono em neurociências

    O trecho a seguir é uma tradução própria da seção 2 do artigo de Datta, S., & MacLean, R. R. (2007) a respeito das pesquisas sobre sono.   Antes da metade do século XII, cientistas e filósofos assumiam que o sono era um estado passivo de inconsciência (revisadoContinuar…