Autor: Thiago Rodrigues da Rocha

Desde seu nascimento, em 1990, vive no estado de Rondônia, Brasil. Durante seus primeiros 18 anos, período em que residiu em uma chácara, adquiriu o prazer por observar animais. Iniciou a graduação em Psicologia no ano de 2009, e se impressionou muito, a princípio, com a Psicanálise, migrando de modo gradativo para ideias cognitivistas e, por fim, migrou para a Análise do Comportamento, área com a qual se identificou apaixonadamente. Formou-se no final de 2013. Trabalhou de 2014 a 2017 como psicólogo da ação social no município de Santa Luzia d'Oeste/RO, mas exonerou-se do cargo para tomar posse como psicólogo da Educação no município de Alta Floresta d'Oeste, ambos na condição de funcionário público efetivo. Em sua práxis, utiliza-se dos conhecimentos e técnicas derivados da Ciência do Comportamento. Os autores que mais o impressionaram foram C. Darwin, W. James, L. Wittgenstein e B.F Skinner.

A contingência da Economia de Fichas: Parte II

Aqui apresentamos a continuidade da explicação sobre o método de intervenção contingencial, conhecido como Economia de Fichas, que foi iniciada no texto “A Contingência da Economia de Fichas Parte I”, que você pode acessar aqui.   Para fazer as fichas são necessárias cartolinas de três cores diferentes, cortadas em quadradosContinuar…

A contingência da Economia de Fichas: Parte I

Existe um número grande de procedimentos fundamentados pela Análise do Comportamento. Em uma sessão de terapia, eles são utilizados de modo coordenado e dinâmico para darem corpo às estratégias analíticas e interventivas do profissional. Mesmo havendo muitos métodos à disposição, a maneira própria pela qual funciona a Análise do Comportamento permiteContinuar…

Um pouco sobre comportamentos inúteis

Por que temos ações aparentemente desprovidas de utilidade? Você já se perguntou sobre o que está relacionado aos movimentos sinuosos e bruscos que um jovem faz com o joystick do Playstation sem que tais movimentos possam produzir algum efeito sobre o jogo?   Hábitos inúteis são intrigantes na mesma proporçãoContinuar…