Autor: Luan Rafael Marques Oliveira

Este estudante de filosofia está extremamente interessado e esperançoso pelas crescentes ciências da mente. Ele acredita que podemos chegar ao consenso pelo diálogo racional e superar nossos vários tribalismos. Ele também acredita que um grande passo nessa direção é esclarecer sobre os fatos da nossa natureza e vieses, seguir o oráculo e conhecermo-nos a nós mesmos. A Rainha de Copas disse a Alice que conseguia acreditar em seis coisas impossíveis antes do café-da-manhã. Ele está quase lá.

As guerras do acasalamento

  Enganação sexual, as dificuldades de atrair parceiros matrimoniais viáveis, violência praticada por parceiros íntimos, infidelidade, roubo do parceiro alheio, divórcio e perseguição pós-término de relacionamento — estes fenômenos diversos são todos ligados por um elemento causal comum: uma escassez implacável de parceiros valiosos. A carência de parceiros desejáveis éContinuar…

As drogas e o sentido da vida

  Tudo que fazemos é pelo propósito de alterar a consciência. Formamos amizades para que possamos sentir certas emoções, como amor, e evitar outras, como solidão. Ingerimos alimentos específicos para desfrutarmos da sua presença em nossas línguas. Lemos pelo prazer de pensar os pensamentos de outra pessoa. A cada momentoContinuar…

Comportamento = genes + ambiente: Errado!

  Você diria que o comportamento do seu computador ou smartphone é determinado por uma interação entre o seu projeto inerente e o modo como ele é influenciado pelo ambiente? É improvável — dizer uma coisa dessas não seria falso, mas seria obtuso. Sistemas adaptativos complexos têm organização não aleatóriaContinuar…

O erro fundamental de atribuição

  Aristóteles pensava que uma pedra afunda quando jogada dentro d’água porque tem a propriedade da gravidade. É claro que nem tudo afunda quando jogado dentro d´água. Um pedaço de madeira boia, porque tem a propriedade da leveza. As pessoas que se comportam moralmente se comportam assim porque têm aContinuar…

A verdade nos estereótipos

Os cientistas sociais os rejeitam, mas em vez de serem universalmente errôneos, estereótipos frequentemente têm um fundamento na realidade.     Há boas razões para a má reputação dos estereótipos, que podem dar vida a propaganda malevolente acerca de grupos: representação desproporcional de afroamericanos na mídia como criminosos, mulheres comoContinuar…

Necessidade de desfecho

  O poeta John Keats cunhou o termo capacidade negativa para se referir à habilidade de permanecer contente com meio-conhecimento “sem nenhuma busca irritável por fatos e razões”. O oposto da capacidade negativa é conhecido pelos psicólogos como necessidade de desfecho (NDD). A NDD se refere a uma aversão à ambiguidade e à incerteza, e a um desejo porContinuar…

Sinalização custosa

  Se algo não faz sentido, a sua hipótese de referência deve ser “sinalização custosa”. A ideia central tem mais de um século, mas novas rugas merecem maior exposição. O “consumo conspícuo” de Veblen explicou por que as pessoas fumam notas de $100 como um sinal custoso da sua riqueza.Continuar…

Altruísmo recíproco

  Para as sociedades sobreviverem e prosperarem, uma proporção significativa dos seus membros deve se empenhar no altruísmo recíproco. Todo tipo de animal, incluindo os humanos, pagará altos custos individuais para oferecer benefícios a um outro que não seja íntimo. De fato, este tipo de altruísmo tem um papel crucialContinuar…

Jogos de soma positiva

  Um jogo de soma zero é uma interação na qual o ganho de um partido é igual à perda do outro partido — a soma dos seus ganho e perda é zero (mais precisamente, é constante passando por todas as combinações de seus cursos de ação). Partidas esportivas sãoContinuar…